ARQUIPÉLAGOS

MACARONÉSICOS

Orgulhosos por conservarmos as massas florestais, favorecendo o seu uso sustentável e potenciando o intercâmbio e a transferência de conhecimentos.

ARQUIPÉLAGOS

MACARONÉSICOS

Orgulhosos por conservarmos as massas florestais, favorecendo o seu uso sustentável e potenciando o intercâmbio e a transferência de conhecimentos.

Objetivo específico 2.1

PATRIMÓNIO

FLORESTAL

Valorização e promoção do património florestal macaronésico através do melhoramento do potencial dos seus recursos e ecossistemas.

Objetivo 2.1.1

Centros de Informação Florestal

Pretende-se aumentar a Rede de Centros de Informação Florestal e dotá-los com o equipamento necessário e adequando os locais com as pequenas reformas necessárias, para aproximar o visitante à realidade florestal de cada zona e à sua gestão.

Foto: Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, RAM.

Objetivo 2.1.2

Árvores e arvoredos singulares da Macaronésia

De entre os diferentes aspetos que a proteção do território oferece, tem uma grande importância a proteção das árvores e arvoredos singulares da Macaronésia que são os que têm características extraordinárias de rareza, porte, idade, significado histórico, cultural ou científico.

Foto: Árboles singulares de la Macaronesia.

Objetivo 2.1.3

Certificação florestal

Promover as novas zonas de certificação e fomentar ações de formação em matéria de certificação florestal.

Foto: Aprovechamiento forestales de la Macaronesia.

Objetivo específico 2.2

RECURSOS

FORESTALES

Preservar os recursos florestais mediante atuações inovadoras em zonas da Natura 2000 e zonas de interface urbano-florestal.

Objetivo 2.2.1

Planos de defesa e ações experimentais

Com esta atividade pretende-se validar os espaços potencialmente vulneráveis nas zonas de interface urbano-florestal (ZIUF) e insistir na necessidade da incorporação de planos de prevenção para estas zonas.

Foto: Entrenamiento de brigadas forestales.

Objetivo 2.2.2

Atuações em redes de trilhos

Promove-se a colocação em funcionamento de serviços TIC que aumentam o desfrute dos caminhantes e visitantes que acorrem aos espaços florestais.

Foto: Experiencia de senderismo responsable.

Objetivo 2.2.3

Controlo e a erradicação de espécies exóticas invasoras

Desenvolvimento de um programa de ações orientadas para o aumento dos conhecimentos
sobre o controlo e a erradicação de espécies exóticas invasoras. Potenciar-se-á a gestão
partilhada para o controlo de uma espécie invasora comum (Arundo Donax).

Foto: Acciones de control.de cañaverales en cauce de barranco.

Objetivo específico 2.3

Conhecimento

partilhado

Conhecimento partilhado em matéria florestal para as Regiões Macaronésicas.
Intercâmbio de conhecimentos e experiências para profissionais e técnicos da área florestal.

Objetivo 2.3.1

Fluxo e intercâmbio de informações florestais

Continuar a promover os encontros e/ou congressos entre os diferentes setores florestais destas regiões, tendo em vista transferir conhecimentos e experiências comuns, de forma que se reforce a convergência de políticas regionais e se otimizem os recursos públicos ancorados numa base experimental sólida e partilhada.

Foto: Design thinking aplicado a los recursos forestales.

Objetivo 2.3.2

Programa de formação sobre a utilização das novas tecnologias

Este programa contempla o desenvolvimento de ações formativas, destinadas aos grupos com maior incidência no meio florestal. Os cursos e jornadas estarão disponíveis em breve nesta secção da web.

Foto: Innovando en el sector forestal.

Bienvenido al proyecto
VALCONMAC2

Use la rueda de su ratón para desplazarse en entre los objetivos específicos.

En cada objetivo verá unas flechas laterales que le mostrarán más contenido.

Bem-vindo ao projeto
VALCONMAC

Use a roda do seu rato para se deslocar entre os objetivos específicos.

Em cada objetivo verá setas laterais que lhe mostrarão mais conteúdo.